Araquari implanta prontuário eletrônico na Saúde; Governo prevê economia e agilidade

Por Maiara Maduro
02/07/2018 08:55

Reduzir a quantidade de papel, desburocratizando o processo de agendamento de consultas e exames, é objetivo do novo sistema implantado na Rede de Saúde de Araquari.  Com a implantação do prontuário eletrônico, que entra em funcionamento nesta segunda-feira, 2, as atividades da rede de saúde do Município serão totalmente informatizadas, fazendo com que todos os atendimentos fiquem registrados online. 

A plataforma vai funcionar com o sistema CELK Saúde, um sistema integrado de gestão voltado para a área pública, adquirido pela Prefeitura por meio de processo licitatório. Durante a semana passada, os servidores que irão operar o sistema, recepcionistas, técnicos de enfermagem, médicos, dentistas e servidores da Central de Regulação, participaram de um treinamento para entender o funcionamento e aplicação.

Araquari é uma das poucas cidades do Norte que ainda não utilizava o prontuário eletrônico. De acordo com a secretária de Saúde, Maclóvia Fontoura, os trabalhos para implantação de um sistema iniciou já no ano passado, com a aquisição de computadores no valor de R$ 70 mil. “Sempre foi intenção desta pasta modernizar o atendimento, para que os cidadãos sintam ainda mais comodidade e percebam a diferença na transparência dos processos.”

Na prática, para os cidadãos, a principal mudança é a na hora do agendamento com médicos especialistas. Antes, quando o paciente consultar com o clínico geral em uma das nove unidades básica de saúde, por exemplo, e o médico solicitava encaminhamento para um especialista, o cidadão recebia um documento e entregava a outra pessoa da UBS, responsável pelo andamento do processo. A partir de agora, como o processo é informatizado, o médico faz o encaminhamento no próprio sistema, economizado papel, e evitando que o paciente faça o processo. 

Como toda mudança pode gerar transtornos, a SMS pede à comunidade que utiliza os serviços da Saúde, paciência e compreensão nos primeiros dias de implantação do sistema. “Apesar dos funcionários já estarem treinados, o processo de cadastramento dos pacientes pode ser um pouco mais lento”, conclui Maclóvia. 

Download das fotos em alta resolução
Carregando