CEI Heley, no Itinga, é entregue a comunidade; 120 novas vagas foram criadas

Por Maiara Maduro
11/05/2018 10:21

A tarde desta quinta-feira, 10, foi de festa e comemoração no Centro de Educação Infantil Heley de Abreu Silva Batista, localizado no loteamento São Benedito, no Itinga. Participaram da cerimônia de inauguração, autoridades, alunos, profissionais da Educação e a comunidade. Já frequentam a unidade, 78 crianças, mas a capacidade é para 120 alunos, distribuídos nas turmas de berçário, maternal e jardim.

Com esta inauguração, Araquari passa a ter 18 CEIs, sendo que o último foi inaugurado no início de março, no Centro. Ao todo, só neste ano foram criadas mais de 300 vagas. Durante o evento, Diogo Rocha, pai de um aluno, discursou representando os pais e a comunidade do bairro. Para ele, a entrega deste CEI é uma conquista. “Muitas mães ou pais deixavam de trabalhar para cuidar das crianças ou tinham que pagar para outras pessoas tomarem conta dos filhos. Além disso, aqui nós temos a certeza de que eles serão bem cuidados e irão desenvolver conhecimento.”

O novo CEI foi construído com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e da Prefeitura de Araquari. Ao todo, foram investidos cerca de R$ 850 mil, sendo R$ 305 mil de recursos próprios. O prédio está localizado em um terreno ao lado da Escola Municipal São Benedito e a estrutura é composta por cinco salas de aula, uma cozinha, uma sala de professores, um refeitório, um lactário, uma secretaria, uma lavanderia e este pátio aberto. 

O evento contou com a apresentação da música “Uma história de amor”, dos alunos do jardim, acompanhados das professoras Marina Emanoele Vieira e Sabrina. O aluno da 5º ano da Escola Extensão Higino Aguiar, Aryel Ferreira Soares Rosado, também participou da cerimônia, com a leitura de uma biografa da professora que dá nome a instituição. 

Heley ganhou notoriedade ao morrer após salvar 25 crianças em um incêndio em uma creche na cidade de Janaúba, em Minas Gerais, no dia 5 de outubro do ano passado. A tragédia foi provocada pelo vigilante Damião Soares dos Santos, que ateou fogo em si mesmo e em várias crianças numa sala de aula. A professora teve 90% de seu corpo queimado e morreu no hospital. Dez crianças também perderam a vida e outras três funcionárias da creche.  

 

Download das fotos em alta resolução
Carregando