Agricultura realiza reunião com produtores de maracujá para falar sobre os desafios do cultivo da fruta

Expectativa para esse ano é a produção de 500 toneladas
Por Jaqueline Ronsani
28/03/2018 14:46

O cultivo do maracujá já é tradição na cidade e vem sendo realizado a alguns anos, antes mesmo da implantação da primeira festa que leva o nome da fruta e foi realizada em 1995. Contudo, só quem trabalha diariamente no campo, com o cultivo da planta é que conhece de perto os desafios. 

E pensando nisso, a Secretaria de Agricultura e Pesca realizou uma reunião onde participaram 20 produtores, dos 32 cadastrados na instituição para apresentar algumas ações que já foram realizadas pela Secretaria e devem contribuir com o produtor rural que atua no cultivo do maracujá. 

“Nós identificamos, até conversando com os produtores e visitando as propriedades que existem muitos desafios na produção do fruto em nossa cidade. Entre eles, o custo de produção, doenças que as plantas adquirem, pragas que contaminaram o fruto e chegaram a levar à 43% de perda em 2017. O custo de produção e a dificuldade de comercialização, ou mesmo as condições climáticas”, explica Nelson Silveira, secretário de Agricultura. 

Segundo ele, após levantar todos esses fatores e conhecer de perto a realidade do agricultor, a Secretaria resolveu buscar alternativas fora do município e adquiriu 1,5 quilo de sementes de um viveiro da cidade de Araguari, em Minas Gerais, com o objetivo de minimizar as doenças que acometiam as plantas da região como a verrugose, a bacteriose, a virose e recentemente, a praga depositada pela mariposa azamora . O investimento na compra dessas sementes foi de R$6 mil e elas foram encaminhadas para Águas Mornas, onde foram produzidas 20 mil mudas de maracujá, atendendo 30 produtores.

“Além dessas 20 mil mudas, nós também adquirimos mais 2.400 que vieram da cidade de Sombrio, em Santa Catarina para atender os outros dois produtores e mais 4.600 mudas, com o objetivo de atender os agricultores que desejassem ampliar a produção do fruto”, comenta a técnica agrícola do município Flávia Nunes. 

Uma das ações favoráveis também ao cultivo do maracujá foi a redução do valor das mudas, onde desde 2017 passou a custar 60 centavos. E antes saia por R$1 para o produtor. 
Além disso, a Prefeitura subsidia também 50% do valor do adubo usado na plantação. Para esse ano, a expectativa de produção da safra do maracujá é de 500 toneladas. Um número positivo, se considerado a contaminação pela praga que levou a perda de muitos frutos da safra de 2017, onde a produção foi de 607,5 toneladas do fruto, mas, apenas 343 toneladas estavam em condições saudáveis para a comercialização. 
Tirando o fator prejudicial, de acordo com o secretário de Agricultura, foi o ano em que a cidade atingiu seu maior potencial em produção, registrou o maior número de produtores no cultivo da fruta, chegando a 32 e o maior número de plantas, atingindo 27 mil pés. 

Confira os números de produção do maracujá desde 2010: 
2010 – Haviam 8 produtores, com plantio em 4 hectares. O trabalho de subsídio pela Prefeitura iniciou neste ano, com o objetivo de resgatar a cultura do plantio da fruta no município).
2011 – Haviam 12 produtores, com 5 mil plantas aproximadamente e a produção de 112,5 toneladas. 
2012 – Haviam 18 produtores, com 8 mil plantas e a safra de 180 toneladas.
2013 – Haviam 20 produtores, com 10 mil plantas e 225 toneladas produzidas.
2014 – Haviam 29 produtores, 16.470 mil plantas e mais de 370 toneladas.
2015 – Haviam 26 produtores, 22.400 plantas e 504 toneladas.
2016 – Haviam 27 produtores, com 19.750 mil plantas e mais de 444 toneladas de produção.
2017 – Haviam 32 produtores, 27 mil plantas e mais de 607 toneladas produzidas.
2018 – Há 32 produtores cadastrados na Agricultura, inicialmente com 27 mil plantas e a estimativa é de 500 toneladas. 
 

Contato Imprensa: 
 (47) 3447 7714
comunicação@araquari.sc.gov.br

Download das fotos em alta resolução
Carregando