Prefeitura decreta rompimento com a Casan

Ação aconteceu após insatisfação do município e manifestações da própria comunidade com o serviço prestado pela Companhia
Por Jaqueline Ronsani
15/03/2018 13:39

O prefeito Clenilton Carlos Pereira, assinou no dia 12 março, um decreto de rompimento de convênio com a Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan). Assim, a Companhia tem cinco dias, a partir de hoje, 15 de março para entregar os equipamentos para o município. 

A Prefeitura informa a comunidade que já tem um plano de ação, onde uma empresa especializada irá assumir o abastecimento de água  buscando resolver todos os problemas atuais enfrentados pela população.   
De acordo com o prefeito, há muito tempo a Casan não conseguia suprir com eficiência a demanda de abastecimento de água da cidade e por anos, a comunidade, principalmente da região do bairro Itinga sofria com a falta de água e com a qualidade da mesma.

A própria comunidade manifestava sua insatisfação por redes sociais, por meio de ação civil pública instaurada pelo Ministério Público, após solicitações dos munícipes, por meio do Procon, por entrevistas para a imprensa e por um manifesto organizado no bairro Itinga, próximo a BR A 280 A. 

Já havia também uma liminar contra a Casan instaurada pelo Fórum, e relatórios da Vigilância Sanitária Municipal apontando irregularidades quanto à qualidade da água. Assim, como manifestações favoráveis da Câmara de Vereadores de Araquari, ao rompimento com a Companhia. 

Em 2017, atendendo às solicitações da população e estando ciente da situação enfrentada pelo município, a Prefeitura decretou que fosse instaurado um processo administrativo para a análise dos serviços prestados pela Casan. Na mesma data foi criada uma comissão que veio realizando estudos sobre a estatal e sobre outras possibilidades de abastecimento que trouxessem um serviço de qualidade para a cidade. 

A comissão também teve o auxilio da Agência de Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina (Aresc) que apontou inúmeros problemas na prestação do serviço pela Companhia. 

“Tudo o que estamos fazendo é pensando na população de Araquari. É visando o bem estar da comunidade. A Casan já não atendia, há muito tempo, as necessidades de abastecimento de nossa cidade e o que pretendemos é entregar aos munícipes um serviço básico de abastecimento de água com qualidade. Se o serviço fosse de qualidade, não haveria rompimento”, comenta o prefeito.

Amanhã (16), haverá uma entrevista coletiva, às 9 horas e 30 minutos, no auditório da Prefeitura, onde será repassado à imprensa informações mais detalhadas sobre a decisão do município.

Download das fotos em alta resolução
Carregando