Duplicação BR-280: proposta apresentada por prefeitos de Araquari, Barra do Sul e SFS ganha força em Brasília

Por Maiara Carvalho
15/12/2017 14:46

Nesta semana, a Comissão Mista de Orçamento do Senado Federal, presidida pelo senador catarinense Dario Berger, aprovou o valor de pouco mais de R$ 122 milhões para serem investidos nas obras de duplicação da rodovia BR-280, no trecho entre São Francisco do Sul e Jaraguá do Sul, em 2018. A notícia foi recebida com louvor pelos deputados e senadores da bancada catarinense e pelos prefeitos da região. 

Com a aprovação, a classe política irá defender, a partir de agora, que o início das obras seja o trecho mais crítico, localizado em Araquari – do trevo de acesso a BR-101 a entrada para Balneário Barra do Sul. Segundo o deputado federal Marco Tebaldi, a proposta inicial apresentada pelo governo era de cerca de R$ 32 milhões. “Foi um esforço coletivo dos parlamentes de SC. Agora o próximo passo é discutir e lutar para que esses 11 km sejam prioridade.”

Essa proposta foi elaborada pelos prefeitos das cidades mais afetadas pela não duplicação: Clenilton Carlos Pereira, de Araquari, Renato Gama Lobo, de São Francisco do Sul e Ademar Borges, da Balneário Barra do Sul, e apresentada ao Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT). 

No dia 8, o ministro substituto dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Fernando Melro Filho, esteve em São Francisco do Sul, em reunião com os três prefeitos. E nesta semana, o prefeito de Araquari em exercício, Ludgero Jasper Junior e o prefeito de São Francisco do Sul, Renato Gama Lobo estiveram em Brasília para reforçar essa proposta junto ao DNIT. 

“Nós voltamos muito otimistas, por que houve entendimento que este trecho está intransitável. E não somente em horários de pico, mas durante todo o dia esta rodovia fica congestionada. O que causa atraso econômico e no desenvolvimento dos municípios”, destaca Jasper. 

Download das fotos em alta resolução
Carregando