Troca de experiências marca 3ª edição de evento para profissionais da Saúde de Araquari

Por Maiara Carvalho
13/12/2017 09:07

O senso comum de que homens cuidam menos da própria saúde quando comparado as mulheres é comprovado com dados. Segundo o Ministério da Saúde, a cada três mortes de pessoas adultas, duas são do sexo masculino e o tempo de vida deles é sete anos a menos. Com o objetivo de possibilitar o aumento da expectativa de vida desse público, a Unidade Estratégia de Saúde da Família Geny Westrupp Kunehn, localizada no Itinga, iniciou no ano passado o projeto “Dia do Homem”, realizado uma vez por mês.


O projeto foi um dos três apresentados na terceira edição do “Workshop das Experiências Exitosas em Estabelecimentos da Saúde do Município”, realizado na sexta-feira, 8, no Auditório do Instituto Federal Catarinense campus Araquari. Estes projetos foram avaliados por profissionais de outros municípios e premiados ao final do evento. O encontro reuniu todos os profissionais das nove unidades de saúde de Araquari. 


O 1° Encontro Municipal da Rede de Atenção Psicossocial de Araquari realizado no mês de maio também foi apresentado. Organizado pelo Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), participaram profissionais de saúde da rede municipal e funcionários dos CRAS (Centro de Referência de Assistência Social). O encontro foi pensado a partir da necessidade do município em valorizar os serviços de saúde mental.


A terceira apresentação foi feita pelos profissionais da Unidade  Estratégia de Saúde da Família Nicanor Corrente, localizada no Itinga. Chamado de “Uma experiência com equipe multidisciplinar no tratamento em grupo a pessoas com transtornos de ansiedade”, o projeto foi implantado no ano passado. Com o objetivo de promover a prevenção e o tratamento de pessoas com sintomas de ansiedade, por meio de informações e orientações sobre o tema, de capacitação de ferramentas que auxiliem na diminuição dos sintomas e de sugestões de mudanças de hábitos, o trabalho foi realizado com um grupo de pessoas identificadas com este transtorno. Ao todo foram oito encontros.  


De acordo com a enfermeira da Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde de Araquari, Ana Paula dos Reis, a comissão avaliadora não indicou colocação aos premiados por haver um consenso de que os trabalhos mereciam o mesmo destaque. Desta forma, os prêmios - câmara fria, um data show e um notebook - foram divididos entre os participantes.

O evento contou ainda com uma apresentação do Plano Municipal de Saúde, feito pela secretária municipal de Saúde, Maclóvia Fontoura e com uma palestra com o tema “Planejamento Local de Saúde e sua importância para Consolidação do Plano Municipal de Saúde” da enfermeira Janaína Martins.
 

Download das fotos em alta resolução
Carregando