Com o dobro do investimento; Prefeitura amplia oferta de consultas, exames e cirurgias

Por Secretaria de Governo e Comunicação
05/05/2017 09:31
A boa notícia é para os moradores de Araquari que aguardam na fila de espera por uma consulta com especialista, exames ou cirurgias. Desde os primeiros dias de maio, um termo de fomento entre a Prefeitura de Araquari, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, e o Instituto Vidas, ampliou a oferta de médicos especialistas de 14 para 22; aumentou as cirurgias de dois tipos para nove e oferece mais sete variedades de exames. As consultas com proctologista, urologista e cirurgia geral já iniciaram nesta quinta-feira, 4.
 
Desde outubro de 2015, o Instituto Vidas é responsável pela gestão dos serviços médicos do Pronto Atendimento Aci Ferreira de Oliveira, por meio de convênio no valor mensal de R$ 120 mil. Agora, por meio do termo de fomento, o valor foi ampliado para R$ 304 mil, totalizando um investimento de mais de R$ 3 milhões por ano. Segundo o secretário de Saúde, Miguel Pam, a ampliação vai permitir que a fila de espera das especialidades e cirurgias diminua. “Importante lembrar que todos os pacientes que serão atendidos estão ou estarão na fila de espera, ou seja, todos eles precisam passar por uma consulta com o clínico geral que deve encaminhar para o especialista.”
 
As consultas com os especialistas serão realizadas na sede da Secretaria de Saúde, no Centro. Já as cirurgias e alguns exames serão realizados no Hospital e Maternidade Oase, em Timbó. Segundo o secretário de Saúde, esses procedimentos são realizados nessa unidade hospitalar por ser administrada pelo Instituto Vidas. 
 
De acordo com informações da Saúde, entre as consultas com cirurgiões mais aguardadas estão a de gastroenterologia, são mais de 240 pacientes. Seguida da especialidade vascular, com 183 pacientes aguardando e de urologia, com 161. “Com esta medida, vamos conseguir diminuir a fila gradativamente”, explica Miguel.  
O dobro do investimento na Saúde, realizado pela Prefeitura de Araquari, vai acelerar o atendimento a essa demanda. Entretanto, a Secretaria de Saúde precisa da colaboração dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) no que diz respeito a assiduidade.  Para o secretário de Saúde, a falta nas consultas é um dos problemas enfrentados pelos gestores. “Quando uma pessoa falta e não avisa com antecedência, outro paciente perde a oportunidade de se consultar e os cofres públicos também perdem.”
 
Desde janeiro, de 1.920 consultas ofertadas com sete especialistas, 16% dos pacientes faltaram. O destaque é para as faltas com o cardiologista no mês de março, das 60 consultas, 31 não apareceram. “Além de outros pacientes que estavam na fila perderem a consulta, esses pacientes faltantes retornam para o final da lista.”
 
Especialidades ofertadas 
 
Cardiologia
Cirurgia geral
Cirurgia ortopédica 
Dermatologia 
Endocrinologia
Gastroenterologia
Ginecologia
Ginecologia – cirurgia
Neurologia
Oftalmologia/catarata
Ortopedia geral
Otorrinolaringologia 
Otorrinolaringologia - cirurgia
Pediatria 
Pequenas cirurgias 
Pneumologista 
Proctologia
Psiquiatria 
Urologia
Vascular 
 
Cirurgias
 
Cirurgia geral
Gastrologia
Ginecologia 
Oftalmologia 
Ortopedia
Otorrinolaringologia
Proctologia
Urologia
Vascular
 
Exames
 
Endoscopia
Espirometria
Litotripcia 
Oftalmologia
Ultrassonografia 
 
 
 
 
Download das fotos em alta resolução
Carregando