Em viagem de estudos, professoras da rede municipal conhecem comunidades de Araquari

Por Secretaria de Governo e Comunicação
11/04/2017 13:09
Araquari tem 383,993 km² de extensão territorial. Uma cidade com muitas comunidades, culturas e diversidades. Com o objetivo de proporcionar conhecimento sobre o município através da vivência em uma viagem de estudos nasceu o projeto “Viajando pelo conhecimento”. Na última sexta-feira (7), cerca de 30 profissionais da educação, entre especialistas, coordenadoras e professoras dos terceiros anos do ensino fundamental da rede pública municipal tiveram essa experiência.
 
“Nos últimos anos, percebemos que muitos professores acabavam tendo de falar sobre o município sem ter maior aprofundamento de informações por ainda não conhecer in loco as diversas comunidades”, explica a coordenadora geral da Secretaria de Educação, Alcemira Amara da Cunha. 
 
Moradora de Araquari há 44 anos, a professora da Escola Municipal São Benedito, no Itinga, Marciana da Maia Vicente participou da viagem e conta que não fazia ideia da “riqueza que temos em nossa cidade”. “Eu pude ver como nós temos culturas tão diferentes. As crianças aqui do Itinga quando fazem um desenho sobre Araquari, por exemplo, elas desenham a Igreja, a Macuquinha. Já as crianças do Guamiranga, eu pude perceber, que elas desenham a Ponte Pênsil, os pescadores, os bananais, as festas de igreja”, contou a professora.
 
O projeto “Viajando pelo conhecimento” iniciou com a viagem de estudos em diversas localidades do município, mas deve ser desenvolvido no formato de capacitação em módulo de 60 horas de trabalho. “A ideia é produzir uma apostila com as informações e trocas de experiências”, explica Alcemira.
 
O roteiro da viagem de estudos contemplou visita ao CDCI no bairro Itapocu; ao Salto d’água, ponte e Igreja no Guamiranga; Corveta; Ponto Alto; Rio Parati, no Centro; praia e Ponte na Barra do Itapocu; Morro Grande e a Nau no Posto Sinuelo.  
 
 
Download das fotos em alta resolução
Carregando